contato@falandodecondominio.com.br

6 Cuidados com a tubulação de gás ao fazer reformas

Notícias
A tubulação de gás no condomínio é um sistema que precisa de manutenções periódicas e muita atenção ao fazer reformas, pois qualquer deslize durante a obra pode causar  vazamentos ou quaisquer outros problemas. Confira abaixo 6 dicas para você preservar a instalação de gás no seu apartamento durante as reformas.  Mas antes, entenda as principais diferenças entre gás interno e gás encanado no condomínio  

1. Contrate bons profissionais 

Ao se planejar para começar uma reforma,  a primeira coisa que você precisa fazer é contratar um profissional capacitado (engenheiro ou arquiteto) que fará o projeto tomando todos os cuidados necessários para não prejudicar a estrutura do apartamento ou ter problemas com encanamentos e a tubulação de gás. O profissional que assinará o projeto de reforma também deverá acompanhar de perto a obra e, caso algum problema aconteça, poderá ser responsabilizado.  Lembrando que uma reforma também conta com o trabalho de outros profissionais (marceneiro, pedreiro, eletricista e etc) e todos devem seguir rigorosos padrões de segurança para evitar acidentes. Ao quebrar paredes e pisos, por exemplo, precisam checar antes se há tubulação de gás para que essa seja sempre preservada.   

2. Não obstrua a passagem de ar

  Espaços ou cômodos como áreas de serviço, cozinha e banheiro, onde há a instalação de aparelhos a gás devem ser ventilados constantemente. Por isso, durante a reforma, certifique-se de que a passagem do ar não será obstruída.  Quando for reformar esses espaços, atente-se para não remover janelas ou incluir paredes que dificultarão a passagem do ar e aumentarão exponencialmente os riscos de acidentes.  Outro ponto de atenção é quanto a ventilação inferior, ou seja, a ventilação que entra pelas portas. O espaço entre a porta e o chão deve ser suficiente para que o ar circule, impedindo a concentração de gás no cômodo onde estão aquecedores e fogões. Essa distância normalmente deve ser de 3 cm, dependendo do tamanho da porta.  

3. Tenha cautela na hora de alterar o projeto 

  Durante o processo de reforma, é muito comum que os moradores mudem de ideia e queiram alterar o projeto inicial. Porém, muita atenção nessa hora. Qualquer alteração mínima no projeto precisará ser aprovada com a distribuidora de gás canalizado da sua região, pois as mudanças podem modificar as condições de ventilação do ambiente e gerar problemas futuros.  A mesma precaução do tópico anterior quanto à obstrução do ar também se aplica na hora de alterar o projeto somado à modificação da estrutura inicial que também pode atrapalhar ou danificar a tubulação do gás. 

4. Desloque móveis ou aparelhos eletrônicos com muita atenção e cuidado

  Antes de começar qualquer reforma no seu apartamento, é recomendável que você organize objetos, móveis e eletrodomésticos para que seus pertences fiquem protegidos e não sejam danificados durante as modificações do ambiente. Porém, o cuidado deve ser redobrado ao arrastar e deslocar aparelhos a gás. Um exemplo muito claro é o fogão, que precisa ser deslocado suavemente, pois pode ter sua mangueira de fornecimento de gás rompida. A mesma atenção deve ser direcionada a esses aparelhos quando você vai mudar de casa, pois chaminés ou mangueiras não podem entrar em contato com móveis, materiais plásticos ou instalações elétricas para não serem danificadas.  Muito importante também é que ao final da obra ou na conclusão da mudança, você certifique-se que as conexões dos aparelhos à gás estejam seguras e bem ajustadas.   

5. Coloque o aquecedor na área de serviço

Lugar de aquecedor é na área de serviço. Muito apartamentos possuem aquecedor instalado no banheiro. Se esse é o seu caso e você está pensando em começar uma reforma, considere colocar no projeto a mudança de lugar do aquecedor, que deve ficar na área de serviço por ser um local mais arejado e adequado para aparelhos à gás.   

6. Não deixe o registro de gás escondido 

Muita gente torce o nariz quando vê o registro do gás e faz questão de escondê-lo com móveis planejados e afins. Mas, nunca se esqueça de que a segurança da sua família deve sempre vir em primeiro lugar. Os registros devem ficar em locais de fácil acesso e visíveis, pois, em caso de escapamentos ou por qualquer outra necessidade, a distribuição de gás no local pode ser rapidamente interrompida. Aprenda a identificar vazamento de gás neste artigo.   As dicas desse texto foram úteis para você? Compartilhe com aquele amigo que também está prestes a fazer uma reforma.

Redação Portal

Redator

Acesse meu perfil

COMPARTILHE

Assine nosso newsletter

Inscreva-se para receber nossas novidades e promoções.