contato@falandodecondominio.com.br

Custos condominiais tendem à estabilização

Gestão de Condomínio

A Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC) divulgou os índices de mercado referentes ao mês de dezembro. O valor dos condomínios de São Paulo apresentou aumento de 0,75%, de acordo com o Índice Periódico de Variação de Custos Condominiais (IPEVECON).

Após o período de oscilações mais sensíveis desde o final de ano com o pagamento do 13º salário, encargos sociais e gratificações, o índice tende a estabilidade. O cálculo acumulado do índice de custos condominiais chegou a 7,18% nos últimos doze meses e o IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado), no mesmo período, registrou aumento de 4,86%.

“A partir de abril, deve ser ratificada a tendência de estabilidade das despesas, que agregarão gradualmente os reajustes de contratos, tarifas de concessionárias de água, salários e encargos sociais, distribuídos ao longo do ano”, afirma o diretor de condomínios da AABIC, Omar Anauate.

Ebook: Dicas para manter uma boa convivência em condomínio

Com relação aos itens que compões o IPEVECON, o consumo de água foi o único fator que teve aumento significativo, de 4,45%.

O Índice Periódico de Mora e Inadimplência Condominial (IPEMIC) do mês de março registrou índice de mora no pagamento de cotas condominiais (atraso até o 30º dia) de 6,74%. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, representou queda de 0,24%, em pontos percentuais.

O valor relativo à inadimplência do mês, com base em janeiro de 2017 (não pagamento do 31º ao 90º dia após o vencimento) atingiu 3,24%. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, obteve queda de 0,23% em relação à janeiro de 2016 (3,47%).

Redação Portal

Redator

Acesse meu perfil

COMPARTILHE

Assine nosso newsletter

Inscreva-se para receber nossas novidades e promoções.