contato@falandodecondominio.com.br

Qualidade da água da piscina garante saúde dos usuários

Gestão de Condomínio
Você sabia que o Brasil é o segundo no ranking mundial de piscinas instaladas em imóveis, com mais de 1,5 milhão de unidade segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes e Construtores de Piscinas e Produtos Afins (ANAPP)? Por isso, além da segurança, uma das principais rotinas que devem fazer parte da vida de quem tem uma piscina em casa (e também de quem é responsável por um condomínio com piscina) é a limpeza e manutenção. Acima da estética e do conforto, a higienização é o fator preponderante para aliar lazer e saúde. O edifício deve manter, por lei, a regularização da piscina junto à vigilância sanitária, por meio do Alvará Sanitário. De acordo com especialistas, a limpeza é realizada sobre dois aspectos, o físico e o químico. O tratamento pode ser realizado diariamente por um funcionário do edifício, desde que orientado por profissional. Segundo as normas, o cloro inserido na água é responsável por eliminar bactérias, fungos, algas e vírus, e deve ser compreendido entre 0,8mg/l a 1,5 mg/l. O PH (potencial hidrogeniônico), que expressa o grau de acidez ou basicidade de uma solução, deve estar entre 7,2 e 7,8, se estiver abaixo ou acima pode provocar irritação aos olhos. Já o índice de alcalinidade (quantidade de bicarbonatos) não está previsto na norma estadual, mas deve estar entre 60 a 220 mg/l, segundo especialistas. Para garantir a qualidade, a água também deve estar isenta de bactérias do grupo coliforme e staphlococcus aureus e não apresentar proliferação de algas. Esses cuidados é que vão garantir a saúde dos usuários. Os especialistas ainda lembram que a análise deve ser realizada com equipamentos calibrados e aferidos de acordo com as normas técnicas exigidas pelo órgão certificador de qualidade. Entre as ações de referência física estão esfregar com esponja macia as calçadas ao redor da piscina, as escadas, os azulejos ou paredes de fibra e bordas. Também deve ser passada a peneira ou coadeira na água para retirar folhas e outros resíduos. Além da análise periódica, também é importante chamar um profissional quando ocorre qualquer variação na aparência da água ou no cheiro para que ele possa verificar o que provocou a mudança. É muito importante o cuidado com a qualidade da água para preservar a saúde dos usuários.

Redação Portal

Redator

Acesse meu perfil

COMPARTILHE

Assine nosso newsletter

Inscreva-se para receber nossas novidades e promoções.